Artigo

ESTUDO DA LEI 5.5.40/68 E O ENSINO SUPERIOR NO BRASIL

MAGRINI, Eduardo Alexandre1; KIRA, Luci Frare2;

Resumo

Introdução:O tema desenvolvido, “Estudo da lei 5.540/68 e o Ensino Superior no Brasil”, foi trabalhado como uma análise de uma reforma na educação superior (lei 5.540/68), com diversos olhares visando entender o projeto de governo da ditadura militar para o Brasil durante o período de 1964-1985.

Objetivo:Num primeiro momento, este estudo buscou entender e analisar os processos econômico, político, social e ideológico do período. Entretanto, numa segunda fase da pesquisa, adentramos com leituras e reflexões de como foi a implantação da lei 5.540/68 nas universidades brasileiras e suas reais aplicabilidades naquele momento econômico da nação e suas consequências para o ensino superior brasileiro, após a reforma.

Metodologia:No que se refere ao método, coletamos diversos materiais de autores, pensadores e comentadores, que foram de suma importância na pesquisa. Sobre o tema da nossa pesquisa, foi necessário fazer um recorte no material coletado e lido, pois há vasto acervo de materiais sobre o assunto.

Resultados:Os resultados obtidos serviram para finalizarmos a pesquisa e atingirmos nossos objetivos iniciais com mérito. Entretanto tivemos que selecionar os textos pois o número de informações obtidas excedia as normas deste relatório final. Dessa forma, o estudo sobre a lei 5.540/68 nos permitiu observar que os reais motivos da reforma não foram concretizados, porém os requisitos iniciais para enquadrar todas as universidades brasileiras de querer formar mão de obra rápida, barata e especializada esqueceram-se dos elementos essenciais para a formação acadêmica, que é humana, como, por exemplo, as reflexões e discussões sobre a sociedade da época.

Conclusões:Assim, concluímos que a referida lei 5.540/68 não atingiu o seu objetivo proposto, ou seja, não atendeu às reivindicações da população acadêmica, que eram de ampliar as vagas para o ingresso no ensino superior, assim, o plano educacional foi falho. Ao analisar esse período histórico, controlado pelos militares, concluímos que a lei trazia inovações necessárias para a manutenção do regime. Enfim, a lei sofreu grandes avanços ao longo da história, ela foi mais do que um projeto, uma teoria, foi mais uma prática que, depois de anos, se concretizou e tornou-se importante para o meio acadêmico.

Palavras-chave:Educação. Ditadura Militar. Ensino Superior. Política.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador