Artigo

AVALIAÇÃO DE INDICADORES MICROBIOLÓGICOS DO SOLO EM MATA CILIAR RECUPERADA E SISTEMAS AGRÍCOLAS

COUTO, Carolina Marceli do1; LANZA, Magda3; SILVESTRIN, Aline Roberta De Carvalho2;

Resumo

Introdução:A produção agrícola extensiva, tem-se valido das mais diversas ferramentas tecnológicas visando a otimização de recursos, investimentos, aprimorando resultados. Os conjuntos de práticas que contemplem a tecnologia e princípios conservacionistas, que explorem positivamente os recursos naturais, como o solo e a água constituem a tão buscada produção sustentável e consciente.

Objetivo:Quantificar os microrganismos solubilizadores de fosfato, assim como a densidade de fungos micorrízicos arbusculares do solo em mata ciliar em processo de recuperação e em diferentes sistemas de produção agrícola e correlacionar com os dados da análise química do solo.

Metodologia:A coleta de amostras de solo ocorreu em oito sistemas agrícolas: mata nativa (FOM), mata em recuperação, lavoura de soja e milho, pastagem anual (Lollium multiflorum), pastagem perene (Cynodon spp), olericultura e pomar de cítrus. A extração de micorrizas ocorreu através do método do peneiramento úmido e posterior determinação do número de esporos de fungos micorrízicos arbusculares através de microscopia em aumento de 4 vezes. A contagem dos microrganismos solubilizadores de fosfato ocorreu através da semeadura em superfície, onde é realizada a diluição da amostra de solo, transferido em placa de petri com meio de cultura (dextrose extrato de levedura) e incubado por 12 dias em estufa, com temperatura de 25ºC. A avaliação ocorreu por meio de contagens das unidades formadoras de colônia, a olho nu.

Resultados:Dentre o manejo da fertilidade do solo, considerando o perfil de cada sistema, todos possuem bons indicadores da qualidade do solo, onde todos os sistemas são eutróficos. A saturação por alumínio é de destaque na área de mata nativa, assim como a concentração de Corg e alumínio. Nos parâmetros de indicadores microbiológicos, o melhor resultado dos solubilizadores de fosfato é obtido na área de olericultura, enquanto que dos fungos micorrízicos arbusculares, ocorre na área de pastagem perene. A relação dos microrganismos solubilizadores de fosfato é correlacionada a disponibilidade de fósforo e cálcio, enquanto que dos fungos micorrízicos arbusculares, aponta correlação entre o cálcio e os solubilizadores de fosfato, indicando a interdependência destas relações para equilíbrio dos sistemas avaliados.

Conclusões:O manejo dos solos influência diretamente nos seus atributos físicos, químicos e biológicos. Sendo assim, é fundamental que além de potencial produtivo, haja condições que propiciem a manutenção regular dos atributos do solo, garantindo à gerações futuras a produção agrícola. Através das avaliações realizadas, contatou-se a correlação positiva entre os indicadores biológicos do solo, microrganismos solubilizadores de fosfato e fungos micorrízicos arbusculares a parâmetros químicos, indicando boa relação entre a vegetação, o solo e o manejo adotado, nos diferentes sistemas agrícolas.

Palavras-chave:Fertilidade do solo. Micorrizas. Solubilizadores de fosfato.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador