Artigo

A CONSTRUÇÃO DE INDICADORES DE MOBILIDADE URBANA NA VIZINHANÇA PUCPR

FRANCA, Yago Harley Ribeiro1; TURBAY, Andre Luiz Braga2;

Resumo

Introdução:O presente trabalho é parte contribuinte de uma pesquisa articulada entre a graduação e o stricto sensu (PPGTU) da Escola de Arquitetura e Design da PUCPR, e corresponde ao relatório final do estudo vinculado ao MoU Curitiba-Holanda, um termo de entendimento entre instituições brasileiras e holandesas para o desenvolvimento da ciclomobilidade rumo a uma Smart Curitiba, entre estas instituições a PUCPR e demais grandes universidades de Curitiba que contam com pós-graduação em stricto sensu, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e Universidade Positivo (UP). A demanda do referido MoU ao qual esta pesquisa se propõe a contribuir é o diagnóstico da mobilidade urbana na vizinhança do campus. O fluxo de pessoas gerado pelas universidades de Curitiba resulta em um volume de tráfego que determina que os equipamentos educacionais se configurem como polos geradores de tráfego significativo à cidade, especialmente à sua área de influência direta. Pretende-se que o presente projeto contribua para diagnosticar as condicionantes da mobilidade urbana local no contexto da Vizinhança PUCPR, que inclui seu campus e o entorno da universidade, a partir da análise diagnóstica e prognóstica do potencial de mobilidade ativa, principalmente caminhabilidade e de ciclabilidade na Vizinhança PUCPR.

Objetivo:O objetivo da investigação central ao qual o projeto dedica-se é a fundamentação conceitual e metodológica para elaboração de um diagnóstico da Vizinhança PUCPR a partir da construção de indicadores de mobilidade urbana, no sentido da promoção da ciclomobilidade rumo a uma Smart Curitiba.

Metodologia:A metodologia utilizada foi por meio da pesquisa, análise e crítica dos conceitos fundamentais de mobilidade ativa e de sua relação com a unidade ambiental de vizinhança, além da relação com as diretrizes do planejamento urbano da cidade de Curitiba, essencialmente quanto às estratégias de desenvolvimento sustentável na escala territorial do bairro e vizinhança. Os estudos de caso sobre o levantamento de indicadores de mobilidade ativa foram utilizados para referenciar os resultados.

Resultados:O resultado do trabalho foi o estabelecimento de uma fundamentação conceitual e metodológica para a continuidade da pesquisa que consistirá no estudo de caso da Mobilidade Ativa como componente do Plano da Vizinhança PUCPR. A partir dos conceitos revisados e estudados, os indicadores que se fazem necessário para a realização do projeto são i) o número de habitantes da cidade/área analisada; ii) a densidade residencial; iii) o uso e ocupação do solo; iv) a topografia do local; v) o número de acidentes com bicicletas e pedestres; vi) o entendimento do entorno imediato; vii) a infraestrutura existente.

Conclusões:A partir da fundamentação conceitual e do levantamento dos indicadores relevantes para o diagnóstico de mobilidade será elaborada uma proposta de desenho de política de vizinhança orientada ao Knowledge Based Urban Development (KBUD) para o reconhecimento da Vizinhança PUCPR como potencial ecossistema de inovação por meio do estabelecimento de indicadores de proximidade e interação dos atores da Vizinhança PUC.

Palavras-chave:Mobilidade ativa. Caminhabilidade. Ciclabilidade. Plano de vizinhança. Cidades sustentáveis.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador