Artigo

EMPREENDEDORISMO NA UNIVERSIDADE – UM ESTUDO DE CASO DO PERFIL DOS ESTUDANTES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR EM TOLEDO, PR

FURUUCHI, Natalia Yumi1; MEURER, Angelica Patrícia Sommer3; NAVA, Evandro Jackson Redivo2;

Resumo

Introdução:O tema empreendedorismo tornou-se um dos assuntos mais estudados e debatidos nas últimas décadas no âmbito acadêmico. Dentro deste contexto, uma das principais preocupações das Universidades brasileiras, públicas ou privadas, tem sido como dar condições para os estudantes tornarem-se aptos à inserção no mercado de trabalho. E de modo geral, para os egressos dos cursos de Administração, em específico, tem-se observado, mais recentemente, que os postos de trabalho se reduziram e o ambiente empresarial está deixando de ser essencialmente composto de grandes corporações para dar lugar às micro e pequenas empresas, ou ainda aos microempreendedores individuais. Por conseguinte, a crescente preocupação com a abertura de pequenas empresas duradouras e, a necessidade de redução das altas taxas de mortalidade desses novos negócios são alguns dos motivos para o crescimento da popularidade do conceito de empreendedorismo. Portanto ter conhecimento das características de empreendedorismo no perfil comportamental dos acadêmicos é de extrema importância.

Objetivo:Este estudo visa conhecer as características empreendedoras dos estudantes que cursam Administração em uma instituição de ensino superior na cidade de Toledo, PR.

Metodologia:Foi aplicado questionário com 30 questões, baseadas no estudo das "10 Características do Comportamento Empreendedor (CCE)" de David McClelland, ficando disponível pela plataforma Qualtrics no período de março a junho de 2017.

Resultados:A pesquisa aplicada atingiu 49 acadêmicos, que representa uma amostra de 46% do total de estudantes de Administração da instituição em estudo. As características de comportamento empreendedor menos presentes nos pesquisados foram Independência e Autoconfiança; Busca de Oportunidade e Iniciativa; Persistência e; Correr Riscos Calculados. Em contra partida, as características mais presentes foram Comprometimento; Exigência de Qualidade e Eficiência; Busca de Informação e; Planejamento e Monitoramento Sistemático. As características também foram analisadas pelos conjuntos de Realização, Planejamento e Poder, sendo as características do conjunto Planejamento as que obtiveram maior adesão e as do conjunto Poder ficaram com a pior adesão.

Conclusões:As características que apresentaram o menor índice de aderência mostram que os acadêmicos tem receio em se arriscar e se submeter à situações de incertezas, com medo de falhar, além de mostrar falta de pro atividade. Por outro lado as características com maior adesão mostram senso de responsabilidade e colaboração, buscando superar as expectativas e realizar suas atividades com excelência. O conjunto Poder ficou com a pior adesão, o que sugere deficiência em rede de contatos e na capacidade de confiar em si mesmo e em seu potencial na realização de atividades. O conjunto com maior adesão foi o Planejamento, envolvendo a busca de resultados específicos, com ações focadas, além de agir de maneira orientada.

Palavras-chave:Empreendedorismo. Perfil Empreendedor. Universidade. Administração. Comportamento empreendedor.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador