Artigo

LEVANTAMENTO DE PROTOCOLOS PARA A ELABORAÇÃO DE UMA FERRAMENTA COMPUTACIONAL DE SUPORTE A CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE FUNCIONALIDADE INCAPACIDADE E SAÚDE - CIF

OLIVEIRA, Deborah Christina da Silva1; SCHARAN, Karoleen Oswald3; MOSER, Auristela Duarte De Lima2;

Resumo

Introdução:Frente ao crescente número de pessoas vivendo com restrições em suas funcionalidades nas últimas décadas, é necessário entender como estes indivíduos experienciam a saúde biológica e vivida. Para tanto, o uso de uma linguagem comum e uniformizada na área da saúde torna-se fundamental para registrar, estudar e comparar tais informações.

Objetivo:Levantar e selecionar protocolos de avaliação da prática clínica para aferir a funcionalidade e para auxiliar na alimentação de um sistema computacional e apresentar a especificação de um sistema de informação referente à automatização da CIF, contribuindo para sua aplicação e uso na prática clínica de uma clínica escola de Fisioterapia.

Metodologia:Esta é uma pesquisa de desenvolvimento que foi realizada em Curitiba entre os meses de junho 2016 a junho de 2017. Nesse período realizou-se uma reunião com o grupo de trabalho para levantamento das ideias e propostas, e pesquisa bibliográfica com o intuito de estabelecer os requisitos do sistema e a linguagem de modelagem unificada (UML). Foi realizado um levantamento dos protocolos elaborados por meio de pesquisas científicas válidas e recomendadas pela OMS com a finalidade de aferir a funcionalidade por meio da CIF. Na primeira etapa foi definido o escopo do projeto e em seguida desenvolveu-se um modelo computacional para a inserção dos dados da avaliação fisioterapêutica e do protocolo. No presente estudo foram desenvolvidos diagramas de casos de uso, diagrama de classe e diagrama de sequência. A última etapa consistiu da concepção da arquitetura do sistema incluindo as ferramentas técnicas para a construção do mesmo e validação final.

Resultados:Obtidos os diagramas de caso de uso, diagramas de sequência e diagrama de classes realizou-se a modelagem do sistema. Foi estabelecido que o sistema teria como entrada de informações os dados da avaliação fisioterapêutica ortopédica (ANEXO A), e o uso conjunto com um instrumento recomendado pela OMS para qualidade de vida (WHOQOL), possibilitando compreender o paciente segundo o olhar da CIF. Ficou estabelecido o cadastro do paciente, a solicitação aos mantenedores para ajustes na atualização da avaliação fisioterapêutica e um campo aberto para informações adicionais para classificação de determinado paciente na CIF. Considerou-se a arquitetura do sistema, linguagem de programação, Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD), padrão das interfaces gráfica, estrutura de hardware, entre outras necessidades que forem identificadas.

Conclusões:Este sistema pode contribuir para o registro das informações geradas pela clínica escola com base na CIF, podendo fazer a transição de prontuários em papel para um prontuário eletrônico e ainda auxiliar na alimentação de um banco de dados para fomentar pesquisas utilizando a classificação e mantendo uma linguagem padronizada.

Palavras-chave:Classificação Internacional de Funcionalidade. Incapacidade e saúde. Sistemas de Informação em saúde. Prontuário eletrônico. Fisioterapia.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador