Artigo

COMPARAÇÃO DE DIFERENTES ABORDAGENS FARMACOLÓGICAS NO PERÍODO PRÉ-OPERATÓRIO EM RELAÇÃO À OCORRÊNCIA DE EFEITOS SEDATIVOS E NÁUSEAS E VÔMITOS PÓS-OPERATÓRIOS EM CIRURGIAS ELETIVAS: NETWORK META-ANÁLIS

SOBOTTKA, Vitor Pinheiro1; FERNANDES, Karen Barros Parron3; FERNANDES, Marcos Tadeu Parron3; RODRIGUES, Débora Santos3; ALMEIDA, Thaís Natália De3; HERNANDES, Fernanda Bortolanza3; OLIVEIRA, Carlos Eduardo Coral De2;

Resumo

Introdução:A maioria dos pacientes submetidos às cirurgias de grande porte não recebem manejo analgésico adequado no pós-operatório, o que aumenta o risco de complicações como: dor, náuseas e vômitos. Uma das estratégias de analgesia pós-operatória é a administração de gabapentina ou pregabalina como medicação pré-operatória. Apesar das evidências indicarem bons resultados em diversos estudos, essas drogas apresentam efeitos adversos.

Objetivo:Este estudo é uma revisão sistemática com metanálise de efeitos mistos que avalia e compara os efeitos adversos da administração pré-operatória de gabapentina ou pregabalina em cirurgias de grande porte.

Metodologia:Este estudo é uma revisão sistemática com metanálise de efeitos mistos que avalia e compara os efeitos adversos da administração pré-operatória de gabapentina ou pregabalina em cirurgias de grande porte. Foram incluídos nessa metanálise 12 ensaios clínicos randomizados que foram considerados estudos com baixo risco de viés com base na ferramenta “Risco de Viés” da Cochrane. Os efeitos analisados foram a ocorrência de náuseas e vômitos no pós-operatório (NVPO) e a intensidade de sedação.

Resultados:Os resultados mostraram redução no risco de 35% da ocorrência de náuseas e vômitos com a gabapentina (RR=0,65, IC=0,53-0,81, p=0,001) e de 43% com a pregabalina (RR=0,57, IC=0,35-0,93, p=0,02), sem diferença entre os grupos (p=0,65). A gabapentina aumentou cerca de 2 vezes o risco de sedação (RR=1,99, IC=1,40-2,83, p=0,001), e a pregabalina, 8 vezes (RR=8,2, IC=1,1-65,0, p=0,04). Houve diferença entre os grupos (p=0,02), indicando que a pregabalina apresenta maior risco de causar sedação do que a gabapentina.

Conclusões:Tanto a gabapentina como a pregabalina, quando utilizadas como medicação pré-operatória em cirurgias de grande porte tem o mesmo efeito em reduzir a ocorrência de náuseas e vômitos no pós-operatório. Ambas as drogas promovem sedação no pós-operatório, sendo esse efeito mais acentuado com a pregabalina.

Palavras-chave:gabapentina. Pregabalina. Sedação. Náuseas e vômitos.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador