Artigo

A ANALÍTICA DO PODER EM MICHEL FOUCAULT: UM EXAME DE SUAS PRIMEIRAS FORMULAÇÕES

OLIVEIRA, Julio Pereira de1; CANDIOTTO, Cesar2;

Resumo

Introdução:A presente pesquisa investiga emergência da analítica do poder em Michel Foucault, principalmente em suas primeiras formulações.

Objetivo:analisar o conceito de exclusão do discurso cunhado por Foucault; examinar o conceito de vontade de verdade e sua relação com a vontade de saber; identificar o ponto de deslocamento destes conceitos para o que o autor entende na posterioridade por relações de poder.

Metodologia:Considerada a natureza teórica que envolve um trabalho em filosofia, a metodologia utilizada compreendeu a leitura atenta dos textos originais de Michel Foucault e da recepção crítica em torno do tema proposto, assim como momentos de discussão, correção e publicação dos trabalhos.

Resultados:Em termos de resultados, o projeto possibilitou maior versatilidade na prática da pesquisa científica, o aprimoramento dos métodos de leitura, de síntese e análise de textos filosóficos, especialmente dos escritos de Foucault. A discussão está centrada na possibilidade de pensar a analítica do poder não como uma teoria do poder uniforme, mas como uma trajetória que passou por deslocamentos e aperfeiçoamentos.

Conclusões:Conclui-se que podem ser identificadas diferentes concepções de poder no autor: inicialmente, o poder pensado a partir da exclusão (do discurso, da loucura etc.) e, em seguida, o poder pensado a partir de sua capacidade de produzir realidade, tanto a fabricação de novos objetos conceituais quanto a constituição de sujeitos. O poder, no momento de estabelecimento da analítica, é indissociável das relações de saber, especialmente quando o domínio de análise é o dispositivo da sexualidade.

Palavras-chave:Analítica do poder. Michel Foucault. Vontade de verdade. Dispositivo de sexualidade.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador