Artigo

IMPLICAÇÕES DA DIETA NAS RELAÇÕES SOCIAIS DE ADOLESCENTES VEGETARIANOS NO CONTEXTO DA ALIMENTAÇÃO FORA DO LAR: UMA ABORDAGEM NO AMBIENTE ESCOLAR

PISANO, Sushila1; RIBEIRO, Cilene Da Silva Gomes2;

Resumo

Introdução:Nos últimos anos, no Brasil, tem se observado aumento do número de indivíduos que passam a optar por uma dieta vegetaria, especialmente entre a população jovem. A motivação por trás dessa escolha de vida tem a ver com uma gama de fatores, e pode vir a afetar a realidade e a convivência cotidiana desses indivíduos vegetarianos.

Objetivo:Poucas são as pesquisas que investigam as motivações e a realidade desses jovens indivíduos vegetarianos, com base nisso, o objetivo dessa pesquisa foi avaliar a percepção e sentimentos de vegetarianos, escolares da rede estadual de ensino, sobre o acesso a consumo de alimentos fora do lar e seus sentimentos sobre a dieta que seguem.

Metodologia:A pesquisa tem um caráter qualitativo, explorando as diferentes implicações da dieta vegetariana nas relações sociais no contexto da alimentação fora de casa, através de uma busca ativa de indivíduos vegetarianos autodeclarados, estudantes da rede de ensino estadual, da cidade de Curitiba. Cada indivíduo foi entrevistado, seguindo roteiro pré-elaborado, e as respostas gravadas por áudio, de acordo com as premissas da Resolução CNS 466/12. As entrevistas foram analisadas por conteúdo.

Resultados:Evidenciou-se, entre os participantes, percepções e definições divergentes do que significa o vegetarianismo e a prática da dieta vegetariana, sendo percebido que muitos se consideram vegetarianos mas consomem aves e peixes. As principais motivações para a prática do vegetarianismo estavam associadas a direitos animais, preocupações com o meio ambiente e recursos naturais, preocupações sociais, saúde e o não gostar da carne. Poucos foram os indivíduos entrevistados que relataram sofrer “bullying” na escola ou ter conflitos familiares devido à escolha por este tipo de dieta. A maior parte da amostra relatou sentir-se tristes, excluídos ou chateados por falta de opções quando comem fora, e até mesmo na escola.

Conclusões:Essas informações indicam a necessidade de maiores investigações sobre o assunto, afim de possibilitar maior conhecimento da população sobre a temática, e possibilitar a implementação de políticas e práticas nos ambientes de oferta e consumo de alimentos, a fim de se garantir a disponibilidade de alimentos para este tipo de necessidade alimentar especial, garantindo a segurança alimentar e nutricional dos mesmos.

Palavras-chave:Vegetarianismo. Dieta sem carne. Adolescentes. Impactos sociais.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador