Artigo

EXPERIÊNCIA RELIGIOSA COMO CATEGORIA DE ANÁLISE DO FENÔMENO RELIGIOSO CONTEMPORÂNEO

Araujo, Clodoaldo Tenorio de1; PERETTI, Clelia2;

Resumo

Introdução:A presente pesquisa tem por finalidade analisar o conceito de experiência religiosa como um fenômeno que surge no fim do século XIX e que chega aos nossos dias, ainda, muito forte na busca incansável do homem em encontrar Deus e um sentido religioso em sua vida. Visa, ainda, mostrar como o estudo da experiência religiosa, contribui para a formação humana, que cada indivíduo adquire ao se aproximar da religião e essa experiência pode influenciar sua vida no convívio social e pessoal.

Objetivo:O estudo analisa o sentido da experiência religiosa, suas variedades nas diferentes culturas e tradições religiosas, seu lugar na complexa estrutura humana e social e os tipos de abordagem e métodos no estudo da religião a partir do estudo das obras de Rudolf Otto, Mircea Eliade, William James e José Severino Croatto.

Metodologia:A pesquisa assume um caráter qualitativo, de análise descritiva do conteúdo bibliográfico.

Resultados:A partir do aprofundamento das obras dos autores por nós escolhidos descobrimos que o homem está situado nas vivências originárias desde os nossos ancestrais, que a humanidade não se define apenas pela linguagem, pela habilidade técnica, pela arte, mas também pela rica experiência feita pela pessoa, que nos conecta com algo maior, algo que transcende e se manifesta no mais imenso mistério, mas que é tão forte e intenso que nos mergulha num universo muito maior que antecede a qualquer noção teológica sobre divindades. Mais que uma utopia no mundo contemporâneo hodierno os três autores estudados nos remetem a recriar através das experiências primárias de religiosidade algo fundamental para a existência humana que é a transcendência. Onde nas vivências de transcendência e imanência possam se encontrar a pessoa reconciliada com ela mesma e com o próximo.

Conclusões:A experiência religiosa para Otto, Eliade e James e Croatto é o primeiro momento, o primeiro contato com o divino, como um momento que marca e transforma o indivíduo para um processo de conhecimento e vivência. Após esta experiência de transcendência tornando a experiência religiosa não mais como algo infantil ou afetivo, mas de caráter íntimo e pessoal de religiosidade aprofundada, uma vez que agora se conhece racionalmente esta experiência. A experiência religiosa e até mesmo o que se concebe como Sagrado é incompreensível e até inalcançável para algumas pessoas, mas a realidade vivenciada e o mistério inefável torna a experiência religiosa como algo fundamental e vem gerar um “selo” de credibilidade às manifestações religiosas.

Palavras-chave:Fenômeno religioso. Experiência religiosa. Sagrado. Profano. Tradições religiosas.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador