Artigo

PARÂMETROS PARASITOLÓGICOS COMO CRITÉRIO DE SELEÇÃO DE OVINOS RESISTENTES AOS HELMINTOS GASTRINTESTINAIS

MACHADO, Natalia Podolan Marochi1; SILVA, Isabelle Cristina Lopes Da3; CINTRA, Maria Christine Rizzon3; PORTUGAL, Fernanda Carrilho3; LENZ, Ana Luiza3; SOTOMAIOR, Cristina Santos2;

Resumo

Introdução:Na produção de pequenos ruminantes, o controle das parasitoses gastrointestinais representa um dos maiores problemas, principalmente pelo uso inadequado dos anti-helmínticos, que vem criando resistência dos principais parasitos aos diferentes princípios ativos. Existem animais que são considerados resistentes aos parasitos, ou seja, esses animais têm a capacidade de interferir no desenvolvimento do parasito.

Objetivo:O objetivo do presente projeto foi avaliar a melhor metodologia para selecionar ovinos resistentes aos parasitos gastrintestinais, estudando em qual categoria animal e qual época (idade) seria mais indicado realizar a seleção.

Metodologia:Para o estudo, foram avaliados 46 ovelhas e 55 cordeiros do Setor de Ovinocultura da Fazenda Experimental Gralha Azul (FEGA) da PUCPR. As ovelhas foram avaliadas no final da gestação (avaliações 1 e 2) e na lactação (avaliações 3 e 4), e os cordeiros ao desmame, aos 3 e 4 meses de idade. Os parâmetros avaliados foram contagem de ovos nas fezes (OPG), hematócrito (Ht) e FAMACHA© (F).

Resultados:Nas ovelhas, a média de OPG da terceira avaliação (3.912,7 OPG) foi superior (p<0,05) à primeira (1.747,8 opg) e segunda (1.737,2 OPG) avaliações. Na média do Ht, a quarta avaliação (26,5%) foi menor (p<0,05) que a primeira (32,0%), assim como os valores de FAMACHA© da quarta avaliação (média 1,6) foram maiores que as demais (p<0,05). Os resultados das ovelhas em lactação indicam que este seria o melhor período para selecionar para resistência, por ser mais fácil a identificação dos animais mais suscetíveis. Nos cordeiros, não foram observadas diferenças estatísticas (p>0,05) entre as médias de OPG. Nos valores de Ht, a terceira avaliação (25,4%) apresentou médias superiores à primeira (p<0,05), que apresentou os maiores valores de FAMACHA© que as demais avaliações (p<0,05). Portanto, a categoria de animais jovens não apresentou resultados que permitiriam uma adequada identificação dos animais mais susceptíveis. Eliane Siqueira Razzoto:

Conclusões:Concluiu-se que os parâmetros OPG, hematócrito e FAMACHA© podem ser utilizados como parâmetros para identificação de animais resistentes/susceptíveis, e que ovelhas adultas e em lactação são as melhores categorias para seleção.

Palavras-chave:Ovinos. Seleção genética. Haemonchus contortus. Resistência.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador