Artigo

ESTUDOS DE GÊNERO: A RELIGIÃO COMO FERRAMENTA DE CRISTALIZAÇÃO DAS IDEOLOGIAS NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA EM DETRIMENTO A FORMAÇÃO PARA A DIVERSIDADE

FARIAS, Helena Rodrigues de1; SAMPAIO, Darli De Fatima2;

Resumo

Introdução:A pesquisa disposta ao Programa Institucional de Bolsas à Iniciação Científica (PIBIC) debate as relações de gênero presentes na prática pedagógica, bem como na formação docente, no que diz respeito as influências e colocações do meio político social que se apresenta hoje no Brasil. Entende-se que a escola sofre uma tendência pedagógica que considera a sexualidade, o gênero e os estudos de identidade uma banalidade, compreendendo os corpos como um padrão que se vivencia da mesma forma.

Objetivo:Compreender os discursos religiosas do meio social e político que exercem ações determinantes no campo político e ao debate da educação básica.

Metodologia:Foi de essencial importância a realização de uma análise de conjuntura do cenário político, pois este determina os direcionamentos futuros para a educação no Brasil. Além disso, utilizou-se o método Discurso do Sujeito Coletivo para encontrar a posição dos sujeitos que representam setores religiosos da sociedade no Congresso Nacional.

Resultados:A partir da análise concluiu-se que o fundamentalismo religioso se apresenta arraigado no debate entre parlamentares. Os deputados das bancadas religiosas, ao se depararem com propostas de um debate aberto sobre a sexualidade nas escolas, recuam de forma a apresentarem propostas de leis que beiram a censura, como o programa Escola sem Partido.

Conclusões:A escola, sobretudo, se mostra como instrumento de reprodução de discursos carregados de estereótipos de gênero. A pesquisa se baseou na conjuntura política do país no que se refere a educação, destacando os percalços e as dificuldades de se estabilizar uma educação emancipadora que consiga debater gênero, respeitando a diversidade e os Direitos Humanos.

Palavras-chave:Educação. Gênero. Religião.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador