Artigo

CITOLOGIA TESTICULAR EM CANINOS

MARIUSSI, Thalia Vitória1; DUTKEWICZ, Ana Julia3; BAHIENSE, Carla Rodrigues2;

Resumo

Introdução:Os testículos são órgãos sexuais masculinos responsáveis pela espermatogênese e produção de testosterona. A primeira ocorre nos túbulos seminíferos onde é possível observar as células germinativas que são precursoras dos espermatozoides e as células de sertoli que provém um ambiente adequado para a maturação dessas células. A produção de testosterona é mediada pelas células de leyding, localizadas nos septos testiculares. A funcionalidade do órgão testicular pode ser avaliada através de diversos exames complementares não invasivos, porém a determinação dos tipos celulares só é possível através de biópsia ou citologia testicular, classificadas como invasiva e pouco invasiva, respectivamente.

Objetivo:O presente estudo tem como finalidade identificar a morfologia e percentual dos diferentes tipos celulares encontrados no testículo de cães saudáveis em idade reprodutiva.

Metodologia:Através de punção aspirativa por agulha fina (PAAF), foram coletadas amostras celulares do testículo direito e esquerdo de 9 cães, entre 2 e 7 anos, da rotina cirúrgica do Hospital Veterinário da PUCPR em Toledo. O projeto foi aprovado no CEUA com o protocolo 0857.

Resultados:Foi realizada a descrição morfológica das células encontradas com maior frequência, de forma crescente: leyding, espermátide jovem, espermatozoide, espermatócito, espermátide final. Espermatogônias e células de leyding não foram observados.

Conclusões:A aplicação da punção aspirativa foi facilitada, uma vez que se deu após exérese do órgão, o que inviabilizou observar possíveis lesões in vivo da metodologia. Do material coletado foi confeccionado um esfregaço citológico corado com panótico, que por fim gerou uma lâmina de boa qualidade para a distinção dos tipos celulares.

Palavras-chave:Citologia. Espermatogênese. Biópsia. Morfologia.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador