Artigo

AVALIAÇÃO DO COMPLEXO ESTILO-HIÓIDEO EM RADIOGRAFIAS PANORÂMICAS DIGITAIS NA POPULAÇÃO DE CURITIBA E REGIÃO METROPOLITANA

REBELLO, Stephanie de Oliveira1; SCHRÖDER, Angela Graciela Deliga3; SILVA, Liza Ana Kelli Andrade Da3; SILVA, Gisele Rühle3; MOZZER, Izabela3; SOUZA, Jordana Nogueira De3; WESTPHALEN, Fernando Henrique2;

Resumo

Introdução:O processo estiloide (PE) é uma estrutura óssea longa, pontiaguda e fina que se estende para baixo a partir da superfície inferior do osso temporal e onde se inserem os ligamentos estilo-hioideo e estilo-mandibular, sendo o conjunto denominado de complexo estilo-hioideo (CEH). Na radiografia panorâmica o PE aparece como uma projeção longa e radiopaca que se estende a partir do osso temporal, anteriormente ao processo mastoide.

Objetivo:O trabalho tem por objetivo verificar a prevalência de alterações no CEH a partir de radiografias panorâmicas digitais e relacionar os tipos de mineralizações com o lado, gênero e faixa etária, bem como determinar o tipo de mineralização mais frequente.

Metodologia:Foram avaliadas 1500 radiografias panorâmicas de moradores de Curitiba, PR atendidos no período de janeiro/2015 a maio/2016, onde os fatores de aquisição foram constantes e a técnica padronizada. Foram incluídas na amostra as imagens que não apresentassem artefatos que pudessem afetar a qualidade da mesma e que não apresentassem erros técnicos de aquisição. Um avaliador devidamente calibrado (teste Kappa) interpretou-as em ambiente escurecido e os dados foram submetidos à avaliação estatística.

Resultados:A amostra foi composta de 44,1% de mulheres e 55,9% de homens. Em 91,3% das radiografias o CEH apresentava-se normal, mas em 9,7% dos casos encontrava-se alterado, sendo a faixa etária de 41 a 50 anos a que apresentou maior prevalência (24,4%). A classificação do tipo I (PE alongado) foi a mais encontrada com 71 casos (4,7%), sendo os homens (62,6%) mais casos acometidos do que as mulheres (37,4%).

Conclusões:Os homens apresentaram prevalência maior de mineralizações do CEH, encontrando-se este tipo de alteração em todas as faixas etárias, desde os 11-20 anos até a de mais de 70 anos.

Palavras-chave:Síndrome estiloide-estilohioidea. Síndrome de Eagle. Processo estiloide alongado.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador
    3. Colaborador