Artigo

CÂNCER COLORRETAL – ANÁLISE DE PACIENTES SUBMETIDOS À DISSECÇÃO ENDOSCÓPICA DA SUBMUCOSA

IVANO, Victor Kenzo1; IVANO, Flavio Heuta2;

Resumo

Introdução:O câncer é responsável por cerca de 8,2 milhões das mortes e há cerca de 14 milhões de casos novos por ano. Mais especificamente, o câncer colorretal é o 4o local com maior mortalidade (694 000), sendo a 4a principal causa nos homens e 3a causa nas mulheres. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a estimativa para 2016 são 34 280 novos casos (16 660 homens e 17 620 mulheres), e 15 415 mortes. Sua incidência aumenta com a idade, com mais de 90% dos casos novos diagnosticados em pacientes com mais de 50 anos com média etária no diagnóstico aos 68 anos.

Objetivo:O objetivo deste projeto é analisar a eficácia e segurança da técnica de ESD, nos pacientes portadores de câncer colorretal ou displasia de alto grau, no setor de Endoscopia do Centro Médico Hospitalar Sugisawa no município de Curitiba, PR.

Metodologia:O tipo de estudo é retrospectivo por meio da análise dos prontuários eletrônicos do hospital, entre janeiro de 2010 e janeiro de 2016. foram coletados os seguintes dados: idade, gênero, anestesia utilizada, características da lesão (local, tamanho, descrição endoscópica), análise anatomopatológico, intercorrências intra e pós-operatórias.

Resultados:Entre janeiro de 2010 e Janeiro de 2016 foram realizados 16 ESD colorretal. A média de idade foi de 62,6 anos (36 – 78) e cinco pacientes eram homens (33,3%). Dos 15 procedimentos, 3 foram interrompidos e 3 foram complementados com mucosectomia (EMR). Em relação as complicações, houve 3 casos de sangramento e 3 perfurações. Todos eles foram identificados e tratados durante o procedimento, e apenas 1 dos sangramentos inviabilizou o término do procedimento. Os demais tiveram boa evolução clínica sem outras intercorrências. Em relação à casuística brasileira, houve um número semelhante de complicações, apesar da eficácia inferior em relação aos outros centros.

Conclusões:Em nossa casuística, o método foi tecnicamente promissor, permitindo a ressecção de 80% das lesões com moderada taxa de complicações, mas com tendência de melhora conforme o maior número de procedimentos do colonoscopista.

Palavras-chave:Câncer colorretal precoce, Mortalidade. ESD Endoscopic submucosal dissection

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador