Artigo

CONHECIMENTO SOBRE NUTRIÇÃO E PERFIL NUTRICIONAL DE FREQUENTADORES DE ACADEMIAS ESPORTIVAS EM CURITIBA, PR

BERNARDO, Mauro Felipe1; RAYMUNDO, Gisele Pontaroli2;

Resumo

Introdução:A conduta nutricional é essencial para auferir êxito na obtenção de resultados se tratando de exercícios físicos, seja qual for a natureza do objetivo definido.

Objetivo:Avaliar o perfil nutricional, o conhecimento sobre nutrição e o uso de suplementos alimentares dos frequentadores de dois centros esportivos localizados em Curitiba.

Metodologia:Estudo transversal, realizado em duas academias de Curitiba, PR. A amostra totalizou 122 participantes, frequentadores das academias selecionadas, com média de 33,69±10,36 anos de idade, de ambos os sexos, que aceitaram responder ao questionário contendo questões relacionadas aos dados socioeconômicos, perfil antropométrico, hábitos alimentares, conhecimento sobre nutrição e suplementos alimentares. Para avaliação antropométrica foram aferidos peso e estatura para posterior cálculo de índice de massa corporal e dobras cutâneas, segundo protocolo apropriado para a população avaliada.

Resultados:Verificou-se que 43% da amostra demonstra conhecimento insuficiente quando questionados sobre funções de micronutrientes. Os indivíduos da pesquisa apresentaram índice de massa corporal médio de 25,85±3,82 kg/m2 e percentual de gordura corporal médio de 22,64%±6,24%. Emagrecimento é o principal objetivo relatado pelos indivíduos (42,6%), seguido de ganho de massa muscular (40,2%) Mais da 55% dos indivíduos tem o consumo de frutas, verduras e legumes abaixo do recomendado. Uma parcela da amostra relatou realizar 3 ou menos refeições diárias, totalizando 26,4% dos participantes. O consumo de suplementos alimentares foi observado em 41,8% dos indivíduos, que relataram utilizar os suplementos sem nenhuma orientação profissional (52,94%). Para os indivíduos que relataram indicação de algum profissional da saúde, os professores de academia são os que mais indicam suplementos, alcançando 15,68% da amostra seguidos de nutricionistas e nutrólogos, cada um com 11,76% das respostas dos participantes. Através do teste Qui Quadrado foi observado a associação estatisticamente significativa entre indivíduos que utilizam suplementos alimentares e indivíduos que indicam o uso de suplementos para outras pessoas (p=0,000), assim como a associação entre a escolaridade dos indivíduos e seus respectivos percentuais de gordura corporal (p=0,005). Sobre o motivo de não se ter uma alimentação saudável, 35,2% dos indivíduos responderam que o gosto dos alimentos é o que mais lhe influencia, seguido sobre o custo dos alimentos com 34,4% das respostas assinaladas, finalizando com 16,4% citando a falta de tempo para preparar os alimentos e 14% dos indivíduos relatando não possuir conhecimento suficiente como motivo da ausência de uma alimentação saudável.

Conclusões:As academias esportivas têm um papel importante na promoção da saúde e prevenção de doenças, o que torna ainda mais necessária a atuação do profissional nutricionista nesse tipo de ambiente, reforçado pelo resultado desse estudo, que revelou incoerências inclusive de ordem ética-profissional, principalmente no que diz respeito a indicações do uso de suplementos alimentares. A atuação em conjunto dos profissionais da saúde terá impacto não apenas no conhecimento dos frequentadores desses ambientes, mas também nas ações que esses indivíduos implementarão no seu dia a dia.

Palavras-chave:Suplementos nutricionais. Nutrição. Conhecimento. Atitudes e práticas em saúde. Perfil de saúde.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador