Artigo

OS CONCEITOS DE IDEOLOGIA E CIVILIDADE EM SLAVOJ ZIZEK

ANHAIA, Allysson Alves1; MARTINEZ, Horacio Lujan2;

Resumo

Introdução:Os conceitos de ideologia e de civilidade na filosofia de Slavoj Žižek são utilizados para explicitar as principais causas e consequências da decadência ideológica que ele atribui a atualidade. Esses conceitos evidenciam como os indivíduos contemporâneos concebem o mundo que os cerca a partir do capital, da mídia de massa e do status quo, e com base nisso explica como se dão as complexas relações sociais da atualidade.

Objetivo:Foi objetivo principal dessa pesquisa compreender os conceitos de ideologia e civilidade na filosofia de Žižek, bem como seus desdobramentos a fim de entender sua crítica a sociedade atual e suas alternativas para tal conjuntura.

Metodologia:A pesquisa seguiu os procedimentos de leitura e fichamento, além da análise crítica e da interpretação das obras “The sublime object of ideology” (2008), “Mapping Ideology” (1996) e “Em defesa das causas perdidas” (2011), todos de Žižek, além da leitura de comentadores.

Resultados:Através do conceito de ideologia é possível ao filosofo afirmar que as sociedades contemporâneas se fundamentam em um estado de fantasia social, que faz com que os indivíduos, apesar de terem consciência desse estado, não pretendam ou consigam contraria-lo. Baseando-se na psicanálise lacaniana, o autor utiliza principalmente dos conceitos de inconsciente e de prazer, além da tríade simbólico, imaginário e real, para explicar como os indivíduos se comportam nesse estado de fantasia social e também o caráter de cinismo da ideologia, que faz com que os indivíduos atuem de maneira ideológica mesmo sem acreditar de fato em alguma ideologia.

Conclusões:O Conceito de civilidade, segundo o autor, se dá como a forma prática da ideologia, e por meio da relação que se faz entre esses dois conceitos os indivíduos culminam em agir de acordo com as ideologias através de desejos ideológicos inconscientes. Como alternativa para a abordagem desse quadro, Žižek nos apresenta duas vertentes da ética inumana, a saber, o anti-humanismo teórico e o anti-humanismo prático, que seriam as maneiras mais adequadas de se abordar os problemas da atualidade levando em conta sua filosofia.

Palavras-chave:Ideologia. Civilidade. Sociedade. Desejo.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador