Artigo

PESQUISA DE COMPOSTOS FITOQUÍMICOS E AVALIAÇÃO DE ATIVIDADE ANTIOXIDANTE DE FRUTOS SECOS E DE EXTRATO SECO CRANBERRY

WOLF, Melissa Rafaela1; FRANCO, Joceline2;

Resumo

Introdução:Com a crescente preocupação da população em relação à saúde, o consumo de produtos naturais, sem resíduos químicos, saudáveis e que proporcionem benefícios vem aumentando cada vez mais. Um destes frutos, conhecido como Cranberry, é um pequeno fruto vermelho oriundo do norte dos Estados Unidos e Canadá e consumido em diversas partes do mundo de muitas formas, como chás, sucos, extratos e até mesmo o fruto seco, e com diversas finalidades. Possui em sua composição grande quantidade de compostos químicos como flavonóides, glicosídeos e ésteres, conferindo-o propriedade antioxidante e, portanto, despertando maior interesse tanto aos consumidores, quanto à indústria de alimentos.

Objetivo:Assim sendo, o presente estudo visa a identificação dos metabólitos secundários presentes nas formas de consumo deste fruto por meio de uma prospecção fitoquímica, bem como a quantificação de compostos fenólicos totais e análise da atividade antioxidante dos frutos secos e extratos secos de Cranberry.

Metodologia:O método para realização da prospecção fitoquímica utilizou extratos aquosos e hidroalcoólicos a 20% (m/v) e baseou-se na metodologia utilizada por Moreira (1979) e Matos (1988). Para realização do doseamento de compostos fenólicos, utilizou-se o método de Folin-Ciocalteau, sendo os resultados expresso em equivalentes em miligramas de ácido gálico. A avaliação da atividade antioxidante foi realizada pelos seguintes em extrato hidroalcoólico, através do Método do Complexo Fosfomolibdênio, calculada em relação à atividade antioxidante do ácido ascórbico; e por meio do Método Captura do Radical DPPH, baseando-se na absorbância do controle.

Resultados:Dentre os resultados encontrados, pode-se constatar a presença de glicosídeos antociânicos, cumarinas e esteróides e triterpenos nos extratos aquoso e hidroalcoólico, além de quantificar a presença de compostos fenólicos e atividade antioxidante nas amostras.

Conclusões:Ambas as amostras apresentam metabólitos secundários, porém a concentração de compostos fenólicos e a atividade antioxidante é maior nos frutos secos, apesar de estar presente em ambas amostras.

Palavras-chave:Cranberry. Prospecção fitoquímica. Compostos fenólicos. Atividade Antioxidante.

Legendas

    1. Estudante
    2. Orientador